Contrato futuro do minério de ferro cai com estoques elevados na China

0
104

Os contratos futuros do minério de ferro fecharam a jornada desta terça-feira (23) negociados na bolsa chinesa da Dalian com queda de 3,96% a 521,5 iuanes por tonelada, para os papéis que têm data de vencimento no próximo mês de maio.

No caso do vergalhão de aço, como os futuros negociados em Xangai, a cotação recuou 27 iuanes por tonelada, indo para um valor de 3.912 iuanes por tonelada do produto com vencimento em maio.

Os resultados do mercado chinês podem afetar diretamente o desempenho das ações de empesas brasileiras, como a Vale. Na jornada de ontem, o Ibovespa atingiu um novo recorde após avançar 0,56% aos 81.675 pontos, animada com os recordes atingidos em Wall Street depois do fim do shutdown.

A queda do aço pode prejudica o mercado local de ações e é uma consequência da notícia de que os estoques em nível recorde de minério de ferro nos portos da China poderiam produzir aço suficiente para 107 milhões de carros, mais que três vezes as vendas anuais de veículos no país, ou o suficiente para alcançar a lua se os automóveis fossem empilhados uns sobre os outros.

Com o mercado de aço na China mostrando sinais de fadiga após uma recuperação no final do ano passado, os enormes estoques de mais de 150 milhões de toneladas de minério de ferro podem se tornar uma ameaça para os preços da commodity, segundo operadores e analistas de mercado.

Ontem, no mercado brasileiro de ações, os papéis da Vale tiveram queda de 0,54% a R$ 42,65, enquanto os da Gerdau (SA:GGBR4) recuaram 1,27% a R$ 13,98. No caso da Usiminas (SA:USIM5), a desvalorização foi de 1,57% a R$ 11,25.

Fonte: Moneytimes

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here