Gerdau é oportunidade de compra, avalia Citi

0
202

Os resultados das siderúrgicas Usiminas (USIM5) e Gerdau (GGBR4) vieram fortes e com bons números operacionais, avalia o Citi em um relatório enviado a clientes nesta quinta-feira (17). “As vendas cresceram no trimestre, enquanto os recentes aumentos de preços foram implementados com sucesso”, afirma o analista Thiago Ojea.

Isso, segundo Ojea, abre caminho para um curto prazo mais positivo, o que também pode incluir novos aumentos de preço. “No entanto, somos cautelosos com os preços no longo prazo, já que as margens das siderúrgicas chinesas estão nos níveis mais altos desde 2009”, pondera o relatório.

Ele explica que o prêmio em relação ao preço interno para as importações é agora próximo de zero para o aço plano e negativo em 8% para aço longo, dado o pico recente nos preços globais de aço. “Na semana passada, a Gerdau anunciou um aumento de 10% nos preços de aço longo e vemos grande chance de novos aumentos de preços no curto prazo”, diz.

Recomendações

O preço-alvo para a Gerdau foi elevado de R$ 12,80 para R$ 13 e a recomendação de compra foi reiterada. Para a Usiminas, as projeções para o Ebitda de 2017 e 2018 foram elevadas em 6% e 10%, respectivamente. O preço-alvo foi reajustado de R$ 5,25 para R$ 5,80. A indicação neutra foi reiterada. Já para a CSN (CSNA3), que não publica os balanços auditados desde o final do ano passado, a recomendação de venda e o preço-alvo de R$ 7 foram reafirmados.

“Preferimos Gerdau a Usiminas e CSN. Reiteramos nossa recomendação de compra para Gerdau, neutra para Usiminas e venda para CSN”, conclui o analista.

Por Moneytimes

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here