Tesouro Direto: o que comprar para os próximos 30 dias, segundo o Bradesco

0
417

A falta de visibilidade sobre o cenário político e econômico do Brasil tornou o Bradesco mais conservador em sua carteira recomendada de títulos do Tesouro Direto para os próximos 30 dias, mostra um relatório enviado a clientes nesta terça-feira (16).

“Com o cenário econômico atual, continuamos alocando preferencialmente em títulos indexados à inflação, com juro real próximo de 5,6% e vencimento mais curto possível (2024)”, avaliam os analistas Altair Maurílio Pereira, Caio Lombardi e André Sonnervig.

Eles lembram também que quanto maior é o prazo do título, maior a oscilação de seu preço conforme as taxas de juros futuros se movimentam.

Recomendações

A carteira para o mês indicada pelo banco considera a alocação de 70% em títulos indexados à inflação (vencimento em 2024) e 30% em Tesouro Selic.

“A exposição nula em prefixado deve-se a falta de prêmio contido nesses títulos frente a esperada volatilidade do juro com o cenário fiscal. Reiteramos que a nossa sugestão é manter o título até o vencimento, sendo que se não for essa a estratégia de investimento, a alocação em Tesouro Selic deve ser analisada, apesar da esperada queda de juros”, finalizam Pereira, Lombardi e Sonnervig.

Por Gustavo Kahil (Money Times)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here