Uma ‘Tempestade Perfeita’ Está Se Formando com a Turbulência na China e Turquia?

1
171

1 COMMENT

  1. O nervosismo com o aprofundamento da crise cambial na Turquia, combinado com a tensão comercial atual entre a China e os Estados Unidos, manteve os mercados financeiros globais em alerta nesta semana.

    A lira turca caiu para a mínima histórica de 7,1289 na segunda-feira em meio à crescente preocupação diplomática com os EUA pela prisão de Ancara de um pastor americano, acusado pelas autoridades turcas de apoiar uma tentativa fracassada de golpe em 2016

    Embora a lira tenha recuado de níveis mínimos recordes — encontrando sustentação após relatos na quarta-feira de que o Catar investiria US$ 15 bilhões na Turquia —, o medo da crise está longe de terminar em meio a preocupações sobre a crescente influência do presidente Tayyip Erdogan sobre a economia, e sua relutância em aumentar as taxas de juros, apesar do aumento da inflação.

    A lira caiu quase 18% desde o início de agosto. Em 2018, perdeu aproximadamente 50%.

    Enquanto isso, o foco do mercado permaneceu sintonizado com os desdobramentos em torno da guerra comercial entre os EUA e a China.

    O Ministério do Comércio da China informou nesta quinta-feira que recebeu um convite dos EUA para negociações com o subsecretário de Assuntos Internacionais dos EUA, David Malpass.

    O anúncio do Ministério do Comércio chinês sobre o encontro planejado no final de agosto surgiu depois de uma pausa nas negociações entre os dois lados. A última rodada oficial de negociações aconteceu no começo de junho, quando o secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, se encontrou com o vice-premiê chinês, Liu He, em Pequim.

    Apesar dos desenvolvimentos positivos na quinta-feira, analistas continuam cautelosos a respeito das perspectivas para os mercados financeiros globais, particularmente aqueles fora dos EUA que parecem vulneráveis sempre que os investidores ficam nervosos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here